Por Gabriel Preuss

março 13, 2023

Aprenda a utilizar o ChatGPT

Talvez a mais queridinha dentre todas as inteligências abertas do momento, o ChatGPT tem uma popularidade crescente, mas também muitas dúvidas de como usar sem parece plágio ou ser considerado spam. Se existe uma novidade que tem aparecido cada vez mais, tanto na mídia especializada em marketing, quanto no geral, são as IAs (inteligências artificiais) […]

Talvez a mais queridinha dentre todas as inteligências abertas do momento, o ChatGPT tem uma popularidade crescente, mas também muitas dúvidas de como usar sem parece plágio ou ser considerado spam.

Banner com o texto "Aprenda a usar o ChatGPT ".

Se existe uma novidade que tem aparecido cada vez mais, tanto na mídia especializada em marketing, quanto no geral, são as IAs (inteligências artificiais) e uma delas consegue uma fama maior do que todas as outras, o ChatGPT, que para muitos pode criar todo e qualquer conteúdo de texto e irá substituir os redatores nas empresas. Será que isso é verdade? Quais os riscos dessa ferramenta importante?

O ChatGPT é um modelo de linguagem de inteligência artificial desenvolvido pela OpenAI. Ele foi treinado em um grande conjunto de dados de texto para gerar respostas em linguagem natural para uma ampla variedade de perguntas e consultas. Segundo o próprio, seu objetivo é ajudar as pessoas a obter informações, solucionar problemas e realizar tarefas por meio de conversas online.

Leia também: ” Agência de marketing digital: é pra minha empresa?

Parece a realização de um sonho, mas alguns empecilhos devem ser ressaltados, para uma utilização mais assertiva para você mesmo ou para os seus clientes.

 

PRINCIPAIS RISCOS DO CHATGPT

 

Embora o ChatGPT seja uma ferramenta poderosa para gerar textos e responder perguntas, é importante lembrar que o modelo ainda tem algumas restrições e riscos associados ao seu uso. Aqui estão alguns dos principais riscos a serem considerados ao utilizar essa inteligência artificial.

 

O CHATGPT TEM PRECISÃO LIMITADA

 

Como modelo de linguagem, o ChatGPT tem uma precisão limitada porque sua capacidade de resposta e geração de texto depende do conjunto de dados usados ​​para o treinamento e da complexidade do algoritmo de aprendizado de máquina subjacente.

Embora o modelo tenha sido treinado em uma abundância de dados, ele ainda pode apresentar limitações em sua capacidade de compreender nuances contextuais específicas ou de lidar com novos fornecidos, ou situações que não foram cobertas em seus dados de treinamento.

Além disso, o ChatGPT é uma máquina e não possui a capacidade de compreender completamente o mundo como um ser humano, o que pode limitar sua capacidade de entender certas perguntas ou situações. Também é possível que o modelo cometa erros ou gere respostas que não atendam adequadamente, dependendo da complexidade da pergunta ou do contexto em que a pergunta é feita.

É importante ressaltar que ele é uma ferramenta nova e, consequentemente, em constante evolução, desta forma, a precisão do modelo pode melhorar com atualizações e ajustes contínuos ao algoritmo e ao conjunto de dados de treinamento.

Assista também: ” ChatGPT: a produção de conteúdo pode mudar drasticamente em 2023 ?

 

O CHATGPT PODE SER TENDENCIOSO

 

O que vi é uma preocupação no conteúdo do ChatGPT, porque o modelo de linguagem pode reproduzir e amplificar preconceitos, discriminações e desigualdades presentes em seu conjunto de dados de treinamento. Como ele é alimentado por dados que refletem a cultura, valores e crenças de quem os criou e de onde foram coletados, esses dados podem conter viéses explícitos e implícitos que satisfizeram as respostas e as recomendações geradas pelo modelo.

Por exemplo, se o conjunto de dados contiver preconceitos de gênero, o ChatGPT pode reproduzir e fortalecer esses preconceitos em suas respostas e recomendações. Isso pode levar a resultados indesejados, como sugerir candidatos masculinos para cargas de liderança ou fornecer informações imprecisas, ou estereotipadas sobre pessoas de diferentes identidades de gênero.

Além disso, o viés da ferramenta pode ter um impacto negativo em grupos marginalizados e minoritários, perpetuando estereótipos e preconceitos e confiantes para a exclusão e a exclusão. Por essa razão, é importante monitorar e reduzir o viés nos modelos de linguagem, garantindo que as respostas e recomendações direcionadas sejam justas, precisas e imparciais para todos os usuários.

 

USO INADEQUADO DO CHATGPT

 

O uso inadequado do ChatGPT pode prejudicar o usuário de várias maneiras, ao ser uma ferramenta digital tecnológica e evoluída, como várias outras que já passaram pelo hype que acontece com ela agora.

Um dos pontos mais preocupantes é a possibilidade de a inteligência artificial promover comportamentos prejudiciais, como bullying, assédio e discriminação. Isso pode levar o usuário a adotar e colocar em prática os mesmos comportamentos, sendo extremamente prejudicial para toda a sociedade.

O ChatGPT pode ser programado para coletar e armazenar informações pessoais do usuário, como dados de navegação e informações de perfil. Isso pode representar uma violação da privacidade desta pessoal, especialmente se essas informações forem compartilhadas ou vendidas para terceiros.

Além de tudo dito anteriormente, ele ainda pode ser projetado para manter o usuário engajado por períodos prolongados de tempo, promovendo o vício em tecnologia e afetando a saúde mental e o bem-estar do usuário.

Ou seja, é muito importante usar o ChatGPT com responsabilidade, verificando a qualidade das informações fornecidas e garantindo que as respostas geradas sejam coesas, éticas e não afetem o seu convívio pessoal.

 

LIMITAÇÕES DE PERSONALIZAÇÃO NO CHATGPT

 

O ChatGPT tem limitação de personalização devido à natureza de sua arquitetura de modelo de linguagem, treinado em um conjunto de dados amplo e diversificado de textos, visando a capacidade de gerar respostas de qualidade em uma ampla gama de oferta e contextos.

No entanto, como o modelo é pré-treinado e não age para uma tarefa ou domínio específico, pode haver limitação em sua capacidade de personalização para necessidades singulares do usuário. Isso acontece porque a personalização requeria um treinamento adicional do modelo para se adaptar a essas necessidades específicas.

Além disso, a personalização do ChatGPT requeria dados de treinamento específico para o domínio ou tarefa em questão. Isso pode ser um desafio, especialmente para usuários que não possuem conjuntos de dados de treinamento suficientes ou que não têm conhecimento suficiente em ciência de dados e aprendizado de máquina para treinar o modelo.

Complicado né? Pois é, foi a própria ferramenta que explicou, por isso é tão importante ter um profissional para elucidar e trazer o seu próprio tom para quem irá consumir o seu conteúdo.

Embora o ChatGPT tenha limitações de personalização, existem técnicas que podem ser aplicadas para melhorar a capacidade do modelo de atender às necessidades do usuário. Por exemplo, é possível ajustar a saída do modelo por meio do controle de parâmetros, para limitar as respostas geradas a um determinado tópico ou estilo de linguagem.

Também é possível utilizar um download de aprendizagem para ajustar o modelo pré-treinado em um conjunto de dados de tarefas específicas, a fim de personalizá-lo para uma determinada necessidade do usuário. Além da melhor de todas: reescrever com a sua própria interpretação!

Leia também: ” 5 dicas para aumentar a abertura da sua landing page

 

QUAL A MELHOR FORMA DE UTILIZAR O CHATGPT?

 

Como já vimos, existem alguns riscos e cuidados a serem resguardados, por ser uma inteligência artificial, o conteúdo tende a ser extremamente “frio”, sem a possibilidade de deixar o texto com a sua cara e é aí que entra a importância do trabalho em conjunto com o redator.

Como fonte de pesquisa, o ChatGPT é sensacional, ao ser como se diversas pessoas pesquisassem cada link do Google e trouxessem o resultado para você resumidamente. De toda forma, não são todas as plataformas da internet que são 100% ansiosas e erros graves ainda podem aparecer, como posições éticas e humanamente preocupadas.

Por isso é necessário que um redator leia todos os conteúdos produzidos, para a partir dele produzir algo, com as informações técnicas corretas, mas acrescentando a personalidade do tom de voz necessário.

Ao utilizar o ChatGPT na criação de seus textos, é importante ter em mente suas limitações e riscos e essa ação é mais assertiva, realizada com responsabilidade, ou seja, em conjunto, não apenas como o substituído por um profissional de redação.

É primordial verificar e validar todas as informações geradas pelo modelo e nunca optar pelo Ctrl C, Ctrl V. Lembre-se que uma boa persona linguística também faz parte da identidade do seu produto.

 

Utilizamos cookies para oferecer melhor 

experiência, melhorar o desempenho, analisar 

como você interage em nosso site e personalizar 

conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda

 com o uso de cookies.

Saiba mais